Arquivo para agosto 9th, 2010 página

É hora de união – Colabore com a campanha da Dilma Presidente…

Bom dia militantes da campanha da Dilma Presidente,

Pessoal tem novidade no you tube.

Trata-se de um video cujo seu conteudo é dar ciência ao povo brasileiro do ” inicio da doação pela internet para a campanha da coligação para o Brasil seguir mudando, de Dilma Rousseff e Michel Temer “, cuja a a primeira doação foi realizada pela primeira-dama Marisa Letícia.

Peço a todos a participação em massa, que participem desta União Brasileira por Dilma Presidente, colaborando com a campanha.

Aproveito a oportunidade, solicitando que este seja repassado, dando ciencia ao maior numero de pessoas.

Acesse agora e veja=====>http://www.youtube.com/watch?v=igy9V3FVp_o&feature=player_embedded


O POVO UNIDO COLABORANDO PARA QUE O BRASIL SIGA AVANÇANDO

Carlos Honorato

O Dataroubo vai tentar salvar Serra

O último suspiro do DataSerra

Brizola Neto, publicado no blog Tijolaço:

O blog de Lauro Jardim, na Veja, mostra qual será o caminho da mídia para sustentar o último suspiro de Serra antes do início da campanha eleitoral pela TV, quando a desvantagem do tucano tende a se acentuar. E a estratégia será, mais uma vez, com o dedicado empenho do Datafolha, cuja metodologia equivocada já apontamos por diversas vezes.

O colunista da Veja afirma com todas as letras: “Quem vai definir se Serra acordará no dia 17 em condições de boa disputa com Dilma é o Datafolha”. Pronto, está explícito o roteiro a ser seguido pela Veja e os grandes meios de comunicação. O Datafolha e sua “proporcionalização” mal intencionada garantirão sobrevida a Serra para que ele tenha, ao menos, disposição de enfrentar os dois meses até a votação.

E como o Datafolha explicará a manutenção de uma suposta competitividade de Serra, quando todos os demais institutos apontam para o crescimento de Dilma e a queda do tucano? Também está tudo explicadinho no blog do colunista da Veja. O instituto usará o debate da Bandeirantes, que pela versão midiática Serra “venceu por pontos”, como escreveu Jardim, e o somará às entrevistas desta semana no Jornal Nacional, que começam hoje, com Dilma.

Serra será o último entrevistado pelo principal telejornal da Rede Globo, na quarta-feira, o que poderá ser usado para justificar um suposto recall de memória em alguns entrevistados, já que o Datafolha irá a campo até o dia seguinte à fala do tucano. Coincidência, né?

Comenta-se à boca pequena que o compromisso do Datafolha com Serra foi o de levá-lo em condições de igualdade até o início da campanha eleitoral. A partir do dia 17, porém, vai ser difícil segurar a onda Dilma com o envolvimento total de Lula na campanha e a percepção definitiva de quem é a sua candidata.

O próximo Datafolha

Por Eduardo Guimarães
Quem leu a ombudsman da Folha de São Paulo, Suzana Singer, no domingo já sabe o que esperar da pesquisa Datafolha do próximo fim de semana. Confiando na argumentação da “margem de erro”, Singer tenta “explicar” as diferenças dos números para os outros três grandes institutos – Ibope, Sensus e Vox Populi, que colocam Dilma à Frente de Serra.

Segundo a ombudsman, “os resultados não são tão diferentes se a margem de erro for levada em conta”, pois, “no limite do Datafolha, Serra teria 35% e Dilma 38%”, e, no Ibope, “o tucano estaria com 36% e Dilma com 37%”. E como não dá para fazer esse cálculo enviesado com os números de Sensus e Vox Populi, ela não faz e nem diz por que.

A ombudsman também especula, em busca de “explicações”, que o Datafolha poderia estar “atrasado” em relação aos números dos outros institutos – uma semana de atraso.

Segundo Singer, quando o instituto de pesquisas do patrão foi a campo não teria ocorrido ainda um crescimento de Dilma que o Ibope captou uma semana depois. Novamente, a moça esquece de Sensus e Vox Populi, que anunciavam a ultrapassagem de Serra por Dilma antes e continuaram anunciando depois.

A ombudsman de mentirinha ainda diz que “militantes mais exaltados” do PT “preferem acreditar que Datafolha e Folha são uma entidade única a favor do PSDB” e rejeita a acusação dizendo que o instituto é “uma empresa à parte”, apesar de ter o mesmo dono e de ser o único que dá vantagem a Serra sobre Dilma.

Estamos às portas de um momento crucial. Terça-feira da semana que vem começa o horário eleitoral na tevê. Seria desastroso para Serra chegar atrás de Dilma a esse ponto, de forma que o Datafolha deve registrar novo “empate técnico” alegando que ocorreu por conta do debate de quinta-feira passada, que colunistas do PIG estão dizendo que foi vencido pelo tucano “por pontos”.

Que ninguém se iluda, a Folha acha que não há como ser condenada pelo crime eleitoral de falsificação de pesquisas devido a dificuldades que acredita existirem para provar que tenha sido cometido. Além do que, o grupo empresarial da família Frias sabe que a investigação na Polícia Federal pedida pelo Movimento dos Sem Mídia não caminhará tão rapidamente e, assim, aposta na eleição do tucano para bloqueá-la.

Há muito em jogo nesta eleição. Um país enriquecido, com negócios imensos para fazer com petróleo, montado em centenas de bilhões de dólares de divisas, com a economia “bombando”. Um prato cheio para quem sonha voltar ao poder para terminar o que FHC não terminou no âmbito da privataria, ou seja, queimar patrimônio público e sumir com o dinheiro.

E se os grupos Folha, Estado, Abril e as Organizações Globo acreditam firmemente que estão acima das leis e das instituições, eles têm até boas razões para isso…

Já o Ibope, não tem a condição de ousar que tem o Datafolha. Apesar das ligações que tem com a Globo, é uma empresa à parte e não tem como estar seguro de que será protegido de uma investigação da Polícia Federal. Ousar como o instituto de pesquisas dos Frias é aposta muito alta para Carlos Augusto Montenegro.

Mas, vejam só, que a representação do MSM isolou o Datafolha. Não é pouco.

O instituto de pesquisas da Folha só deverá começar a publicar números reais quando a eleição estiver mais próxima, exatamente como aconteceu em quase todas as eleições na Venezuela nos últimos anos – os institutos de pesquisa da oposição só se ajustaram à realidade a poucas semanas do escrutínio das urnas.

Apesar de o grupo empresarial da família Frias achar que pode tripudiar das leis, do direito e da democracia ao tentar ludibriar um país inteiro com falsificações grosseiras de sondagens da vontade do eleitorado, só quero que fique bem registrado que eu, Eduardo Guimarães, avisei ao Grupo Folha que ele teria que responder na Justiça pelo que está fazendo.

Bancada do PT entra com ação no Ministério Público para investigar denúncia contra Roriz

Camila Campanerut
Do UOL Eleições
Em Brasília Os deputados distritais da bancada petista Cabo Patrício, Chico Leite, Erika Kokay e Paulo Tadeu protocolaram na tarde desta segunda-feira (9) uma representação no MP-DFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) pedindo uma investigação sobre a denúncia contra o candidato ao governo do DF, Joaquim Roriz (PSC).

A ação pede uma análise minuciosa do órgão sobre reportagem da revista Veja desta semana, segundo a qual Roriz foi flagrado em vídeo entregando R$10 mil a André Alves Barbosa, suposto “laranja” dele em imóveis e operações bancárias.

Roriz não quis comentar o assunto mas, por meio de seu assessor de imprensa, Paulo Fona, afirmou que entrará até esta terça-feira (10) com uma ação contra André Alves Barbosa, a revista e o jornalista Diego Escosteguy, autor da reportagem.

Roriz é aliado do Serra, do FHC/PSDB

DILMA 36% SERRA 34,9%: EM GOIÁS DILMA E SERRA EMPATADOS

Mirelle Irene
Direto de Goiânia
Levantamento eleitoral realizado pelo Instituto Grupom e publicado nesta segunda-feira (9) no site da Rádio 730 AM de Goiânia, aponta um empate técnico entre a candidata do PT a presidência da República, Dilma Rousseff, e o tucano José Serra, candidato do PSDB. O resultado numérico mostra Dilma em ligeira vantagem, com 36% das intenções de voto dos eleitores de Goiás, enquanto Serra alcança 34,9%. A diferença entre a petista e o tucano está dentro da margem de erro da pesquisa, de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos, o que caracteriza o empate técnico.

Os números são da pesquisa estimulada e ainda registram 8,8% da preferência de votos para Marina Silva (PV). Dilma aumenta sua vantagem no cenário espontâneo: 27,7% contra 19,6% de Serra e 4,5% de Marina. Na simulação de segundo turno, Dilma tem 41,5% contra 41% de Serra. No quesito rejeição, Serra aparece com 17,6% e Dilma alcança 16,5%.

A pesquisa ouviu 1202 pessoas no período de 01 a 05 de agosto. O levantamento foi registrado no TSE sob o número 21925/2010 no dia 02/08/2010 e no TRE com o registro 34586/2010, no mesmo dia.

PESQUISAS NA SEMANA: TUCANOS MUITO NERVOSOS

O Vox Populi registrou no Tribunal Superior Eleitoral, no sábado (07/08), pesquisa sobre sucessão presidencial. A pesquisa foi contratada pela TV Bandeirantes. Serão ouvidos 3.000 eleitores entre os dias 7/08 e 10/08.

De acordo com a legislação, os resultados poderão ser divulgados a partir de quarta-feira (11). Também pode ser divulgada, na sexta (13), pesquisa Datafolha. (Arko Advice)

Fazenda de primo de ruralista mantinha trabalho escravo

Fiscalização encontrou 26 pessoas em condições análogas à escravidão na Fazenda Santa Mônica, no município de Natividade (TO). Imóvel rural pertence a Emival Ramos Caiado, primo do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO)

Por Maurício Hashizume e Rodrigo Rocha

Não era apenas a cerca de mourões, por eles mesmos reconstruída a partir do desmate de mata nativa, que impunha limites à dignidade de trabalhadores da Fazenda Santa Mônica, em Natividade (TO). Alojados em cinco barracos de lona e madeira erguidos sob chão de terra em pontos isolados do imóvel e próximos às frentes de trabalho, não tinham acesso a banheiros, água potável, energia elétrica, leitos e alimentação minimamente decentes.

Barracos utilizados na Fazenda Santa Mônica eram apenas pedaços de lona e de madeira (Foto: MTE)

Expostos a riscos e intempéries para demarcar as fronteiras da propriedade e impedir a dispersão do gado do patrão há mais de mês, custeavam ainda as refeições (havia servidão por dívidas, pois os gastos com a comida eram subtraídos pelos “chefes de barraco”), as próprias ferramentas de trabalho e até o combustível das motosserras.

Para completar o quadro de extrema precariedade, sofriam descontos ilegais dos salários na esteira do pagamento por produção e não recebiam os equipamentos de proteção individual (EPIs) exigidos para as atividades. Algumas das carteiras de trabalho estavam retidas com o empregador e muitos não descansavam sequer aos domingos. Viviam nessa situação 18 empregados.

Outros oito estavam alojados num galpão de alvenaria mais próximo à sede da Fazenda Santa Mônica, que servia também como garagem de tratores e depósito de ração, agrotóxicos e todo tipo de material que não tinha mais uso. Quatro tratoristas, dois mecânicos e dois ajudantes de serviços gerais pernoitavam em colchões sujos e improvisados que ficavam até em cima de carroças. Também não havia banheiro e as instalações elétricas irregulares estavam expostas no ambiente completamente cheio de óleo.

No caso dos trabalhadores do galpão, houve registro também de jornadas exaustivas de mais de 13 horas por dia (das 6h às 19h). Nem operadores de motosserra responsáveis pela produção dos mourões e nem tratoristas eram treinados e capacitados para operar as máquinas.

Oito trabalhadores dormiam num galpão com tratores, agrotóxicos e lixo (Foto: MTE)

Todo esse quadro foi flagrado pelo grupo móvel de fiscalização – formado por integrantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) -, em janeiro deste ano, na propriedade de Emival Ramos Caiado Filho, primo do conhecido deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO).

Vice-líder de seu partido na Câmara Federal, Ronaldo atua como um dos principais expoentes da bancada ruralista, ampla coalizão que apresenta resistências dentro do Congresso para a aprovação de medidas mais severas contra escravagistas como a .

O grupo móvel lavrou 22 autos de infração referentes à Fazenda Santa Mônica. Entre eles: deixar de efetuar o pagamento integral do salário mensal até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencido; prorrogar a jornada de trabalho além do limite legal de duas horas diárias; deixar de conceder descanso semanal de 24 horas consecutivas; manter empregado trabalhando sob condições contrárias às disposições de proteção ao trabalho, e admitir ou manter empregado sem o respectivo registro.

Em depoimento à fiscalização, o gerente confirmou ter contratado os trabalhadores para a manutenção das cercas da fazenda sem que houvesse o fornecimento de alojamento, alimentação, água potável, banheiro, utensílios básicos, ferramentas de trabalho e EPIs.

Não havia banheiro; ferramentas e alimentos eram comprados pelos próprios empregados (Foto:MTE)

À Repórter Brasil, o advogado Breno Caiado, irmão e procurador do proprietário Emival, informou que a propriedade estava arrendada a terceiros e foi devolvida ao dono “com suas cercas e instalações de moradia deterioradas e avariadas”. Para fazer uma reforma nas estruturas danificadas, adicionou Breno, houve o recrutamento do grupo (a maioria com carteira assinada, segundo a fiscalização) que tomava banho em córregos, utilizava o mato como banheiro e acabou flagrado pelos agentes.

Nas palavras do advogado, “não tinha outro jeito” de garantir melhores condições no local, pois a infra-estrutura é precária e a carência é enorme na região. Os acampamentos, continuou, consistem na única forma possível – independemente do que exige a lei – para dar suporte a empreitadas particulares como a de construção de cercas. Quando chovia, relataram as vítimas, os barracos ficavam alagados.

“Pouco tempo após o início das reformas, a fazenda passou por uma fiscalização em que foram apontadas algumas irregularidades, na visão dos fiscais. Foram atendidas as exigências e concluídas as reformas”, justificou Breno, que preferiu não responder outras perguntas feitas pela reportagem.

Frentes de trabalho ficavam em áreas isoladas dentro da área de Emival Caiado (Foto: MTE)

Não quis se pronunciar, por exemplo, sobre a relação entre o flagrante e a atuação do primo de Emival, Ronaldo Caiado, no âmbito do Parlamento. Tampouco deu mais detalhes sobre a área envolvida, o TAC e os outros negócios do proprietário, declarando apenas que a “Fazenda Santa Monica é exemplo de segurança, organização e higiene do trabalho”.

Já a assessoria de Ronaldo Caiado (DEM-TO), que concorre à reeleição no próximo pleito de outubro, declarou que o parlamentar não reponde pela conduta de outrem e que não defende quem comete crimes. Sobre o possível constrangimento pelo fato de ter um primo envolvido diretamente em flagrante de escravidão enquanto a PEC do Trabalho Escravo aguarda votação, a assessoria declarou apenas que o congressista tratará do assunto no momento em que o mesmo estiver em pauta.

O valor bruto das rescisões dos trabalhadores foi calculado em R$ 198,6 mil, incluindo as indenizações por dano moral individual (ratificadas pelo MPT) que somaram R$ 39,1 mil. A procuradora do trabalho Elisa Maria Brant de Carvalho Malta, intregrante do grupo móvel, firmou ainda um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que designou a doação de um veículo utilitário e de equipamentos de tratamento odontológico para o distrito de Príncipe, em Natividade (TO), por dano moral coletivo.


Alimentação dos trabalhadores que construíam
cercas com mourões era precária (Foto: MTE).

Quando entrou em contato com as autoridades locais para acertar a destinação dos equipamentos por conta do TAC, a procuradora soube que o próprio empregador já tinha anunciado ao prefeito que faria “doações” por livre iniciativa, tentando desvincular o pagamento do flagrante ocorrido.

O fazendeiro Emival é irmão de Sérgio Caiado (PP), que também concorre a uma cadeira na Câmara Federal. Sérgio, que já exerceu o cargo na legislatura passada, atua como presidente do partido em Goiás. Em 2005, Emival e Sérgio foram acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) pelo atropelamento de um agente de segurança da Câmara dos Deputados no estacionamento dos fundos do Anexo IV.

Como proposta de transação penal, Emival, que dirigia o carro e teria atendido ordens de Sérgio, sugeriu doar cestas básicas e fraldas geriátricas a uma entidade beneficente de Brasília (DF) por seis meses e depositar R$ 1 mil para o Programa Fome Zero. O MPF aceitou a forma de punição do acusado, que foi confirmada no Supremo Tribunal Federal (STF).

Incentivos
O dono da área inspecionada é proprietário da Rialma Companhia Enegática S/A e possui duas usinas hidrelétricas – Santa Edwiges II (13 mil kW) e Santa Edwiges III (11,6 mil kW), no Estado de Goiás. Foi ainda beneficiado por R$ 746,7 mil recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) na compra de 1 mil matrizes e 34 touros de gado nelore e custeio para outra fazenda que mantém em São Domingos (GO).

Pedaços de carne eram pendurados; “cozinha” apresentava risco de acidente (Foto: MTE)

A Sul Amazônia S/A Terraplenagem e Agropastoril, que teve projetos aprovados pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e chegou a participar da carteira do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam), é a empresa de Emival por trás da Santa Mônica. Em comunicado divulgado em 12 de abril deste ano, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu a Sul Amazônia e outras companhias pelo descumprimento da obrigação de prestar informações á comissão há mais de três anos.

Outro proprietário que teve a fazenda flagrada com trabalho análogo à escravidão na mesma operação foi Reniuton Souza de Moraes. Detentor de uma concessão do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) para a exploração de areia em Goiás, Reniuton é dono da Fazenda Olho D’Água, em Monte Alegre de Goiás (GO), que tem 67,6 hectares de área e mantém como principal atividade a criação de gado de corte.

“Os resgatados [da Olho D´Água] estavam ligados a um empreiteiro que instalou uma carvoaria dentro da fazenda”, conta o auditor fiscal do trabalho Leandro de Andrade Carvalho, coordenador do grupo móvel. Dois adolescentes com menos de 18 anos estavam entre os cinco libertados.

Água consumida pelos libertados da Faz. Santa Mônica vinha de córrego e era turva (Foto: MTE)

Segundo Leandro, os trabalhadores tinham de beber água dos córregos, não havia fornecimento de EPIs e as ferramentas de trabalho eram inadequadas. “Os alojamentos eram barracos feitos de alvenaria e madeira, totalmente improvisados”, conta. “Um deles parecia com um acampamento de selva. Parte da estrutura era feita com lonas plásticas”, complementa.

Não havia banheiro nas frentes de trabalho nem no alojamento; as necessidades fisiológicas eram feitas nos matagais. Os carvoeiros estavam sem registro e recebiam uma diária de acordo com a produção. A jornada de trabalho se estendia enquanto houvesse luz do sol.

De acordo com a fiscalização, Reniuton cedeu 55 hectares ao empreiteiro José César Rodrigues, que ficaria responsável pela derrubada da mata. José aproveitaria a madeira para produção de carvão e entregaria o terreno “limpo” para a implantação do pasto. Não havia dinheiro envolvido na negociação entre as partes. “Esse tipo de acordo é típico nas regiões de fronteira [agrícola], mas se trata de uma terceirização ilícita”, completa Leandro.

Desmatamento acompanhava trabalho escravo nas duas fiscalizações do grupo móvel (Foto: MTE)

Um dos trabalhadores estava encarregado da derrubada das árvores e os outros enchiam os fornos e tiravam o carvão. Eles estavam na fazenda há dois meses, relata o auditor. “Eram de cidades próximas e moravam na fazenda durante a semana. Nos fins de semana, voltavam para a casa”.

Reniuton assinou um TAC com o MPT. Foram pagas as verbas rescisórias e lavrados 12 autos de infração. Aos jovens, a procuradora Elisa determinou a abertura de duas cadernetas de poupança com R$ 3 mil por dano moral individual.


DILMA HOJE NO JN E AMANHÃ EM BH

A Dilma dará uma entrevista ao Jornal Nacional hoje, às 20h, e participará de um ato em Belo Horizonte amanhã, às 19h.

O limite da transferência de votos de Lula

Arko Advice, empresa de Consultoria Política

Uma dúvida muito comum entre analistas, políticos e jornalistas é qual seria o limite de transferência de votos do presidente Lula para Dilma Rousseff (PT). Mais, esse limite já teria sido atingido?

Para calcular o potencial de transferência de voto do presidente Lula, analisamos o que ele conseguiu transferir para ele mesmo em 2006 quando disputou a reeleição. Importante frisar que dificilmente Lula conseguirá transferir para a sua candidata 100% do seu prestígio, já que não conseguiu nem para si este feito em 2006.

Em agosto daquele ano, segundo pesquisa Ibope (7 a 9 de agosto), Lula tinha 46% das intenções de voto. Nesse mesmo período, 56% dos eleitores afirmavam que aprovavam o seu governo. Ou seja, a cada 1,21 eleitor que aprovava seu governo, 1 votou no presidente.

Hoje, de acordo com a última pesquisa Ibope (2 a 5 de agosto), 85% dos eleitores aprovam o governo Lula. Assim, no melhor cenário possível onde ele consiga transferir todo o seu prestígio para Dilma, ele chegaria a 69,82% dos votos. Considerando que Dilma tem, segundo o mesmo levantamento, 39% dos votos, ela ainda tem potencial para conquistar mais 30% dos votos. Vale ressaltar que, de acordo com último levantamento do Datafolha, 24% dos eleitores ainda não sabem quem é a candidata do presidente.

Ainda de acordo com essas projeções, Dilma ainda tem potencial para crescer em todas as regiões do País. No Nordeste, por exemplo, onde a aprovação do governo atinge 91%, Dilma pode sair dos atuais 46% para 81,24% em um cenário onde Lula consiga transferir para ela todo seu prestígio.

Até mesmo nas regiões Sul e Sudeste, onde José Serra (PSDB) é mais forte, ainda há espaço para crescimento.

Na nossa avaliação, Lula ainda não atingiu seu limite de transferência. Ela ainda tem potencial para crescer mais considerando que: 1) o governo tende a continuar bem avaliado; 2) Lula deve envolver-se ainda mais na campanha; 3) Dilma terá mais tempo de TV do que Serra; 4) Desde que começou a campanha, Dilma tem apresentado melhor performance nas pesquisas; e 5) Dilma recebe mais doações que Serra.

No que pese a imprevisibilidade de qualquer eleição, este quadro reforça nossa avaliação sobre o favoritismo de Dilma.

Hoje dia 09.08 – Jornal Nacional entrevista Dilma Rousseff

http://2.bp.blogspot.com/_mM7GIuopWDU/TDaTPtkzueI/AAAAAAAAAd4/6WaisW14MRs/s1600/100707120000Dilma_oficial_bg_branco.jpg

Hoje, dia 9, às 20h15, acontecerá a primeira rodada de entrevistas com os candidatos à presidência na bancada do Jornal Nacional, na Rede Globo e a primeira a ser entrevistada é a candidata Dilma Rousseff que será entrevistada pelos apresentadores Willian Bonner e Fátima Bernardes, e terão 12 minutos, com 30 segundos de tolerância.
 http://audienciadatv.files.wordpress.com/2010/01/jornal-nacional-logo.jpghttp://4.bp.blogspot.com/_qttQrgC2qTk/Sp1JgLy4ivI/AAAAAAAAFBI/yAoS0nUOfU8/s400/fatimaebonner.jpg
Apresentadores Willian Bonner e Fátima Bernardes

A ordem dos candidatos foi definida em sorteio.

Dilma também participaria de uma sabatina com jornalistas em São Paulo na tarde de hoje, mas cancelou após ter confirmado presença, alegando problemas de agenda.


Além do “Jornal Nacional”, o “Bom Dia Brasil” e o “Jornal da Globo” farão entrevistas com os candidatos.

Dilma defende presença de Lula em campanha

Candidata grava programa eleitoral no Rio e afirma que não há a “menor hipótese” de não falar sobre o presidente
Samia Mazzucco, iG Rio de Janeiro
Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, afirmou nesta segunda-feira (9) que a presença e as referências ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva em comícios e eventos de campanha não vão diminuir. “A presença do presidente Lula nos meus discursos, eu considero fundamental. Não tem a menor hipótese de diminuir”, disse a candidata.

A presidenciável afirmou que sua candidatura representa a “continuidade” e “consolidação” do atual governo. “Acho que o que está em questão nesta eleição é quem representa o quê. Tenho orgulho do meu patrimônio que é ter sido coordenadora do governo de um presidente que foi extremamente bem sucedido em desenvolver o Brasil, distribuir renda e incluir a população.”

Dilma disse que vai continuar citando o presidente em seus discursos e que a participação dele em sua agenda se restringe a eventos durante a noite e nos finais de semana, respeitando a legislação eleitoral.

Obras do PAC

Nesta manhã, Dilma gravou imagens na piscina do complexo esportivo da Rocinha, na zona sul do Rio, com crianças fazendo aula de natação ao fundo, que serão veiculadas na propaganda eleitoral gratuita na TV a partir do dia 17.

Após a gravação, ela voltou a prometer, caso seja eleita, construir 800 praças com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) parecidos com o complexo com a intenção de incentivar a formação de atletas.

Dilma também afirmou que recursos do PAC2 serão destinados a obras de prevenção em áreas de risco. Segundo a candidata, a intenção é destinar R$ 10 bilhões a obras de drenagem e R$ 1 bilhão para proteção de encostas de morro.

Questionada sobre a maior concentração de recursos na campanha de candidatos governistas, a presidenciável afirmou que a quantidade “não é importante”. “Tem governador com 63% de aprovação e outro com 11%. Não é uma questão de desigualdade de recursos é desigualdade de voto. Tem gente que tem o governo e está perdendo eleição”, disse.

E você o que acha dos eleitores de Serra e Alckmin?

Geraldo Alckmin acha pequena a tarifa dos pedágios

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu durante a sabatina promovida pelo portal UOL e o jornal Folha de S.Paulo, o modelo de pedágios nas rodovias de São Paulo.
Tema recorrente nas críticas dos adversários na corrida eleitoral Celso Russomano (PP) e Aloizio Mercadante (PT), o preço dos pedágios não foi abordado pelo tucano. Ele evitou responder se achava os preços nas praças altos. “Eles estão mal informados”, disse.
E completou: “Pretendo analisar caso a caso.”Em sua defesa dos pedágios, Alckmin disse que já recebeu reclamações de prefeitos que tiveram fechadas uma praça de pedágio em seu município, uma vez que 5% da renda bruta vão para os munícipios. “A concessão feita em São Paulo é bem sucedida”.

Serra acha alto custo dos transportes, devido aos pedágios que ele mesmo criou

Em postagem no Conversa Afiada, Serra deu uma de malandro ao citar o “custo do transporte” sem citar a palavra “pedágio”, na maior cara-de-pau. Sua malandragem foi maior ainda quando deslocou o problema para o porto de Paranaguá, no Paraná. Os caminhoneiros que fazem frete de Mato Grosso, muitas vezes escolhem o porto de Paranaguá, porque os pedágios, ainda que caros, são menores do que para levar ao Porto de Santos (SP).
Um caminhão carregado de soja, de Rondonópolis (MT) até o porto de Santos, pagaria R$ 1.095,50 de pedágio para atravessar os 10 postos de pedágios, todos nas rodovias paulistas pedagiadas por Serra. Realmente é um absurdo.
Os caminheiros percorrem 98 km a mais para levar à Paranaguá, mas são 4 postos de pedágios a menos, e os valores são mais baratos.
Os pedágios paulistas arrecadam R$ 168,09 por segundo, ou seja, R$ 605.124,00 mil por hora, R$ 14.522.976,00 milhões por dia e R$ 435.689.280,00 milhões por mês. São 227 praças de pedágio em 2010. Todas construídas pelos tucanos, em 1997 eram 40 praças. Em 2010 são 227. Só no governo Serra de 2008 pra cá já foram inauguradas 71 praças de pedágio

O que acha quem paga altas tarifas sobre os eleitores de Serra e Alckmin:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=rK-21iH1n_E&hl=pt_BR&fs=1?rel=0&color1=0x5d1719&color2=0xcd311b&border=1]

Lauro, não está na sua coluna de hoje o direito de resposta do PT porque? Ou você só coloca quando é pra "infamar". Assim não dá! Assim não não pode!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010


O direito de resposta do PT que a revista Veja teve que engolir

Por ordem judicial da Justiça Eleitoral, a revista Veja foi obrigada a ceder uma página inteira de sua edição para publicar o direito de resposta do PT (Partido dos Trabalhadores):

http://rotben.files.wordpress.com/2010/08/veja_direito_resposta.png?w=227

O texto do direito de resposta acima é o seguinte:

Ao reproduzir declarações de candidato a vice-presidente, a revista endossa e amplifica ofensas ao PT que foram objeto de sanção da Justiça Eleitoral ao PSDB.

Em defesa de sua honra, de seus dirigentes, filiados e militantes, e em respeito à população brasileira, que tem o direito de ser corretamente informada, o Partido dos Trabalhadores vem desfazer inverdades publicadas pela revista Veja, na Edição 2.175.

O PT é um partido político democrático, registrado desde 1980 no Tribunal Superior Eleitoral, que defende a Constituição e cumpe rigorosamente a lei.

O PT condena o terrorismo, repudia a violência, pratica e defende a via democrática para a solução de conflitos.

As relações do PT com partidos políticos de diversos outros países são pautadas pela busca da cooperação entre os povos e pela construção da paz mundial.

O repúdio ao narcotráfico, que corrói a juventude, atemoriza a população e corrompe a sociedade, é parte constitutiva do ideáiro e da prática do PT desde a fundação do partido.

O PT combate com firmeza o narcotráfico e o crime organizado, por meio de sua representação no Poder Legislativo, de suas administrações municipais, estaduais e, especialmente, na Presidência da República.

Ao longo de sua existência, o PT demonstrou que não transige com o crime nem se relaciona com o narcotráfico. Afirmar o contrário, como fez a revista Veja, é transigir com a verdade.
Enviar por email Por: Zé Augusto

As Mães e a Escola de Tempo Integral

*por FERNANDO RIZZOLO

Blog do Rizzolo –

Era assim toda quarta-feira: ela chegava pela manhã com uma pequena sacola, no mesmo ritmo de quem acabara de descer de um ônibus vindo da periferia de São Paulo. Havia anos trabalhava na limpeza do meu escritório e de tantos outros no mesmo prédio. O olhar sofrido e as mãos cansadas faziam-na parecer muito mais velha do que realmente era. Neusinha, a minha diarista, era mãe solteira e cuidava sozinha de um menino de 11 anos.

Nosso contato era pouco, até porque, para não atrapalhar o andamento da limpeza geral, eu aproveitava aquelas quartas-feiras para ir ao fórum. Contudo, naquele dia, algo estranho no olhar de Neusinha me chamou a atenção: os olhos marejados indicavam certa tristeza, dando ao rosto branco daquela nordestina um contorno de aflição.

Meio sem jeito, e já de saída com o paletó na mão, perguntei a Neusinha se estava tudo bem. Timidamente e num rompante de desabafo, ela se pôs a chorar. Com calma, pedi que ela me contasse o que havia acontecido, na tentativa de acalmá-la com um gesto de amizade e solidariedade.

– Sabe o que é, doutor, meu filho está envolvido com drogas; ele me contou tudo ontem à noite. Tudo começou na porta da escola pública em que ele estuda. Ele estuda no período da manhã, mas à tarde fica com más companhias.

Entre um soluço e outro, trouxe-lhe um copo com água, o qual foi levado à boca como se contivesse um doce remédio.

– Não tenho com quem deixá-lo. Preciso trabalhar e é aí que ocorre a desgraça – ela disse, olhando-me com um ar de cumplicidade, numa linguagem simples, mas carregada de uma tristeza incalculável.

Minha consciência obrigou-me a acalmá-la e a dispensá-la, pagando-lhe pelo dia de trabalho não concluído, pois seu estado emocional era péssimo. Em seguida, ainda sob o impacto daquela cena, a caminho do fórum, entre centenas de pessoas que aguardavam o metrô, pus-me a pensar no papel da escola de tempo integral e em sua importância para a formação dos jovens, em seu papel de manter o jovem ocupado, em tranquilizar as mulheres que trabalham fora e não têm com quem deixar os filhos, enfim, naquilo que chamo de “tutela educativo-protecionista”.

O que realmente vemos hoje é o descaso do poder público na implantação da verdadeira escola de tempo integral, pois o que há – e em pouquíssimo número – são escolas que disponibilizam uma espécie de duplicação de jornada, fazendo um segundo turno à imagem e semelhança do primeiro, sem dar sentido à amplitude educacional de outras disciplinas como arte, educação física, visita a museus, estímulo à leitura, enfim, mudando o projeto político-pedagógico das escolas.

Já no balanço do trem do metrô e nas paradas cansativas das estações, imaginava quantas Neusinhas pelo Brasil não sofrem por saber que seus filhos não estão protegidos pela “tutela educativo-protecionista” que as escolas de tempo integral poderiam oferecer à sua prole, quando estão trabalhando, longe de casa, sustentando seus lares. Pensei também que a miséria, as drogas, o desamparo são filhos do abandono total do Estado na área da educação, e que melhor do que as palavras de consolo, a indignação e um copo com água para abrandar o soluço de um choro profundo é oferecer uma educação cidadã a todos, com investimentos maciços num único ideal de escola pública, a escola de tempo integral. Talvez, se ela existisse, aquela quarta-feira seria diferente para todos nós, em especial para tantas Neusinhas, diaristas pobres, trabalhadoras nas fábricas, nos campos, nas grandes cidades do nosso país, que sem esperança soluçam por seus filhos perdidos.

Fernando Rizzolo é Advogado e editor do Blog do Rizzolo –

Orkut – Apoiamos Lula AGORA É DILMA PT

 http://images.orkut.com/orkut/photos/OQAAABKvrKbJy3G9HOaa9SX6c6_52E3uFj_IauHtixCaPteABnB5zC46qKSRdxdSPSNKSAZMv5E6yG0CyTu_R-UbXLYAm1T1UEoBMnXPQN-t9cWCnIxmrl8oafS8.jpg

A Comunidade Apoiamos Lula AGORA É DILMA PT no Orkut chega a mais de 100 mil membros.

Dilma lidera com folga em nova pesquisa para presidente no Piauí

Vantagem sobre José Serra é de mais de 20 pontos percentuais, segundo o instituto Data AZ.
O Instituto Data AZ divulgou nova pesquisa de intenções de voto do eleitorado do Piauí para a Presidência da República. Na consulta, Dilma Rousseff (PT) aparece com larga vantagem sobre José Serra (PSDB). A petista possui 53,85% contra 29,9% do tucano.
Em terceiro lugar, aparece Marina Silva (PV), com 6,26%. Ivan Pinheiro (PCB) ficou com 0,29%, seguido de Plínio Arruda Sampaio (PSOL) e Zé Maria (PSTU), com 0,23%, Eymael (PSDC), com 0,17%, e Rui Costa Pimenta (PCO), com 0,06%.
Outros 2,24% disseram não votar em nenhum dos candidatos, enquanto 8,5% ainda estão indecisos.
A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 31 de julho e ouviu 1.740 pessoas em 64 municípios do Piauí. A margem de erro é de 2,34% para mais ou menos.

Filha de Zuzu Angel apoia a Dilma

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=AAu72jYxXMc&hl=de_DE&fs=1]

A jornalista brasileira Hildegard Beatriz Angel Bogossian ou simplesmente Hildegard Angel apoia Dilma. A jornalista é filha da estilista Zuzu Angel e irmã do ex-militante político Stuart Angel Jones, Hildegard.
Zuzu Angel, o filme
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=JuW_iLW547M&hl=de_DE&fs=1]
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=TMgngUgTqoY&hl=de_DE&fs=1]
Zuleika Angel Jones, conhecida como Zuzu Angel foi uma estilista brasileira, mãe do militante político Stuart Angel Jones e da jornalista Hildegard Angel. O filme conta a história da estilista Zuzu Angel que teve seu filho torturado e assassinado pela ditadura militar. Ela também foi morta em um acidente de carro forjado pelos militantes do exército ditatorial em 1976.
Segundo , “Zuzu Angel deve ser visto e revisto porque é a minha história, é a sua história e é a nossa História. Não nos esqueçamos disso. Nunca!!!!”
pede no para que os membros da comunidade divulguem a notícia no twitter.

Dilma critica DEM por ter ido ao Supremo contra o ProUni

Dilma critica DEM por ter ido ao Supremo contra o ProUni
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, criticou o DEM, partido aliado do seu adversário José Serra (PSDB), por ação contra o ProUni ajuizada no STF (Supremo Tribunal Federal). Afirmou ainda que a oposição é “enganosa”. “Eles falam, falam, e quando podem, fazem contra o povo. Eles são enganosos, mas o povo é inteligente e capaz. Não vai se deixar enganar”, disse Dilma, durante visita à Cidade de Deus (zona oeste do Rio) neste final de semana.
A petista afirmou que o partido aliado a Serra “entrou no Supremo para acabar com o ProUni”. “A alegação política era que nivelamos a educação por baixo ao abrirmos vagas para a população mais pobre. Aconteceu o contrário, os estudantes pobres se superaram e tiveram um desempenho extraordinário.” Ao criticar o DEM, que indicou o candidato a vice Indio da Costa, Dilma pretende mostrar o tucano como oposicionista da política do governo Lula. Serra tem defendido durante a campanha a extensão do ProUni para o ensino médio.
“Quando criamos o ProUni entraram com uma ação no Supremo. Quem entrou? O partido aliado da candidatura alternativa à minha, o partido DEM”, disse ela à plateia no auditório da Cufa (Central Única das Favelas), na Cidade de Deus. A mesma crítica foi feita em seguida em comício numa praça da favela pelo candidato petista ao Senado, Lindberg Faria, ao lado de Dilma. A petista criticou indiretamente também a relação de Serra com os professores. Ao defender a reivindicação da classe por melhores salários e condições de trabalho, afirmou que eles não devem ser “tratados a cacetada”. Foi uma referência aos conflitos entre o sindicato de professores de São Paulo e a polícia na véspera da saída do tucano do governo estadual.


O DEM ou seu parceiro o Serra vão dizer que é mentira? Está lá no STF o processo do DEM pedindo o fim do PROUNI.

Colômbia elogia gestão de Lula em conflito com Venezuela

Portal Terra
O embaixador colombiano em Buenos Aires, Álvaro García Jiménez, disse neste domingo que a intervenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva “foi fundamental” em busca de uma solução ao conflito entre a Colômbia e a Venezuela.

Jiménez disse à emissora Rádio 10 de Buenos Aires que Lula “foi fundamental e serviu como ponte para resolver as diferenças” entre Colômbia e Venezuela, e destacou que o secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), o ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner, fez, por sua vez, “um trabalho sério e silencioso, com muito bom ânimo, foi entusiasta e criativo” para aproximar as partes.

A crise entre Bogotá e Caracas teve origem no dia 22 de julho, quando o representante colombiano na Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Alfonso Hoyos, disse que a Venezuela dava refúgio a líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em seu território.
Depois disso, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, rompeu relações diplomáticas com Bogotá.
Tanto Kirchner quanto Lula mantiveram uma reunião com o presidente venezuelano em Caracas, antes de assistir no sábado à posse de Juan Manuel Santos como novo presidente colombiano.
“Chávez escutou o que foi dito por Santos no dia da posse e está disposto a dialogar, portanto, tudo indica que haverá boas notícias”, comentou o embaixador colombiano na Argentina.

Mais boatos e falsidades

O mundo todo soube pelos meios de comunicação das viagens da ministra Dilma ao exterior. A ministra Dilma esteve recentemente nos EUA, na França, na Espanha, em Portugal. Esteve em Copenhague, na conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 15). A ministra Dilma esteve também na Alemanha, onde – durante uma viagem em trem-bala – falou sobre licitação para uma linha ferroviária de alta velocidade no Brasil. A ministra Dilma esteve no Japão para a Cerimônia Oficial do Ano do Intercâmbio Japão-Brasil e do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. A cerimônia foi honrada com a presença de Suas Majestades Akihito e Michiko, o Imperador e a Imperatriz do Japão, e Sua Alteza Imperial, o Príncipe Herdeiro Naruhito. A solenidade contou ainda com a participação do primeiro-ministro do Japão, Sr. Yasuo Fukuda, e de autoridades do primeiro escalão do governo japonês, como o presidente da Câmara dos Deputados, Yohei Kono; o presidente da Câmara dos Conselheiros, senador Satsuki Eda; o presidente da Suprema Corte japonesa, Niro Shimada, e o presidente de honra do Comitê Executivo do Ano do Intercâmbio Japão-Brasil e presidente do Grupo Parlamentar Japão-Brasil, Taro Aso, entre outros convidados ilustres. Representando o governo brasileiro, esteve presente a ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff. Além da ministra, compareceu também o presidente da Associação para a Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, Kokei Uehara.
Embora as viagens da ministra Dilma ao exterior tenham repercutido na mídia nacional e internacional, uns ignorantes escrevem que a ministra não pode ir ao exterior, que ela não pode ir ao EUA por conta do seqüestro do embaixador dos EUA na ditadura militar (trocado por presos políticos que seriam torturados e mortos nos porões da ditadura militar) A ministra Dilma não teve nada a ver com o seqüestro do embaixador dos EUA. Quem participou desse episódio foi o deputado Fernando Gabeira, como relatam o livro e o filme “O que é isso companheiro”. Nem na ficha no extinto DOPS há referência sobre a ministra Dilma nesse episódio. Mas uns ignorantes, uns babacas, estão fazendo circular na rede um e-mail mentiroso sobre isso. Até o humorista Chico Anísio, talvez por já estar senil devido à idade avançada, ou por má-fé, para ajudar seu candidato, o Serra, deu uma entrevista em uma rádio falando isso. Como se o povo fosse otário e não soubesse de todas as viagens da ministra ao exterior, amplamente divulgado na mídia, e sempre acompanhada de muitos empresários brasileiros. Os idiotas que pensam que todos são como ele, perfeitos cretinos.
Jussara Seixas

RESUMO DAS NOTICIAS DO DIA

Nacionais:
- Luxo das classes C e D já custa meio bilhão. Os brasileiros que ganham até R$ 2,5 mil já são 93 milhões como maior poder de consumo, que se aproxima dos R$ 500 milhões por ano (foi de R$ 427 milhões em 2009), o maior entre as camadas da população. São consumidores que aprenderam a exigir produtos e serviços de qualidade e definiram seus próprios padrões de luxo: em vez de uma viagem a Paris, preferem comprar roupas e tênis de marca, TVs de plasma ou LCD, máquinas de lavar roupa, comésticos e até cirurgia plástica; (1)
- Receita libera nesta segunda-feira a consulta ao 3º lote de restituições do IRPF. Trata-se de um lote multiexercício do IR referente aos anos de 2010, 2009 e 2008; (2)
- IBGE projeta safra de grãos recorde de 146,4 milhões de toneladas. Se confirmada, a safra agrícola brasileira será 0,3% acima do recorde anterior, de 146 milhões de toneladas, obtido em 2008; (2)
- BB: aposta de lucros nos EUA. Com caixa reforçado em R$ 10 bilhões, o Banco do Brasil deverá anunciar hoje a compra de um banco nos EUA, como parte de seu processo de internacionalização. Em abril, o BB assumiu o controle do Banco Patagônia; (1)
- Poupança capta R$ 6,8 bilhões em julho e tem melhor mês do ano; (4)
- Salário de aposentado triplica em dez anos. Desde 2000, benefícios pagos aos inativos do setor público tiveram reajustes de até 360%. Nos quadros vinculados ao Ministério Público da União, repasses individuais chegam a R$ 30.166 mensais; (1)
- Bancos subutilizam a internet. Apesar do avanço dos serviços de internet banking no Brasil, a maioria das instituições financeiras do país não usa a internet para interação com os clientes; (1)
- Expansão hoteleira. O grupo Atlantica Hotels está ampliando sua rede no Brasil e vai abrir 24 hotéis até 2013. O investimento total nas novas unidades pode chegar a R$ 550 milhões; (1)
- Rhodia fecha parceria na Arábia. A Rhodia fechou acordo com a petroquímica saudita Sipchem para construir uma fábrica de acetato de etila (insumo da indústria de tintas) na Arábia Saudita, com importação de etanol brasileiro; (1)
- Incentivo ao bom pagador. Há anos em discussão no Congresso e atualmente tramitando em comissões do Senado, a criação de um cadastro positivo poderia dobrar o volume de crédito na economia brasileira, para mais de R$ 3 trilhões. (1)

Política
- Popularidade de Lula é de 80,5%; (4)
- Proximidade do fim do mandato amplia a face emotiva do presidente Lula; (3)
- Dilma consolida vantagem sobre Serra, aponta Ibope; (2)
- Dilma ultrapassa Serra no Rio Grande do Sul, diz Ibope; (2)
- Dilma diz que insistirá na comparação entre Lula e FHC; (2)
- Dilma: doação pela internet é “democrática e transparente”; (2)
- Analistas políticos apontam boa participação de Dilma no debate; (2)
- Ascensão de Dilma repercute na imprensa internacional; (2)
- Dilma repudia polêmica sobre criação de dossiês do PT; (5)
- Oposição precisa torcer por nanicos para ir ao 2º turno. A oposição tem um problema: precisa não só manter José Serra acima dos 30% mas torcer para Marina Silva e os candidatos nanicos chegarem robustos à eleição. Caso contrário, a chance de destronar o PT do Palácio do Planalto pode terminar já no dia 3 de outubro; (1)
- TSE rejeita recurso da ‘Veja’ contra a corte. Para tribunal, revista extrapolou limite da informação em matéria sobre Indio da Costa. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou por unanimidade na noite desta quinta-feira, 5, recurso da revista Veja contra decisão do próprio TSE que na segunda-feira, 2, assegurou direito de resposta ao Partido dos Trabalhadores (PT) e sua candidata a presidente da República, Dilma Rousseff; (2)
- Ibope aponta vitória de Wagner no 1º turno na Bahia; (5)
- Vale-tudo no Senado. Alianças nada ortodoxas, desconfiança entre aliados… Esquenta a briga entre os candidatos a senador; (1)
- Lazer oficial: Dinheiro público paga turismo de vereadores. RBS TV e ZH flagram políticos, familiares e assessores usando cursos como fachada para visitar lugares turísticos, como Foz do Iguaçu; (1)
- Ministros e advogados cobram explicações de Joaquim Barbosa. Cresce pressão para que ministro do STF, flagrado em bar e festa apesar de estar em licença médica, volte ao trabalho ou se afaste definitivamente. (2)

Esportes:
- Corinthians derrota o Flamengo e segue na cola do líder Fluminense. Time ganha a primeira sob comando do técnico Adilson Batista, que começa a mostrar seu serviço; (2)
- Palmeiras é castigado com empate no fim contra Goiás, no Serra Dourada. Com gol aos 44 minutos do segundo tempo, time goaino evita a primeira vitória do técnico Felipão; (2)
- Vasco supera Vitória por 1 a 0 e sobe na tabela do Campeonato Brasileiro. Invicta sob o comando de PC Gusmão, equipe carioca chega aos 17 pontos, pulando para a 11.ª colocação; (2)
- Fluminense vence o Grêmio por 2 a 1. Cariocas seguem na ponta; Silas cai após derrota; (2)
- F1 – Vídeo reforça que Ferrari ajudou Fernando Alonso contra Massa. E pode ser usado pela escuderia como defesa, pois o brasileiro era mais lento que o espanhol. (2)

Internacionais:
- Chávez faz apelo às Farcs por reféns. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, conclamou a guerrilha colombiana a libertar todos os reféns e a abandonar a luta armada. Chávez convidou o novo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, a “reconstruir as relações” entre os dois países; (1)
- A Colômbia de Santos. Em posse, presidente Juan Manuel Santos promete afinar relações com vizinhos e anuncia vinda ao Brasil; (1)
- Avalanche de lama provoca tragédia na China. Deslizamentos de terra, após forte chuva na província de Gansu, mataram pelo menos 127 pessoas e deixaram cerca de duas mil desaparecidas. (1)

Brasília/DF:
- O candidato petista ao Governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, fez campanha, na manhã deste domingo (8/8), acompanhado da presidenciável do partido, Dilma Rousseff. A concorrente à Presidência da República chagou à Feira da Guariroba, no P Sul, por volta de 10h e elogiou a candidatura de Agnelo, assim como de Cristovam Buarque e Rodrigo Rollemberg; (3)
- Escolha de suplente ao Senado pode ser a chance de afastar Fraga; (6)
- Ministério Público faz campanha em escolas para combater corrupção eleitoral; (6)
- O tempo em Brasília ficará hoje entre 13° e 28°. Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens. (3)

Dilma Rousseff
União nacional pela vitória do povo em primeiro turno

Editor:
Carlos Honorato
karlos.honorato2@yahoo.com.br

Dilma já empata em Santa Catarina, na pesquisa espontânea do Ibope

Pesquisa Ibope/RBS restrita ao estado de Santa Catarina, já mostra que a onda vermelha está chegando ao estado, até ontem considerado um reduto de Serra.

Empate técnico na espontânea:

Serra: 28%
Dilma: 24%
Marina: 4%

Como a margem de erro é 3% para mais ou para menos, a situação já é de empate técnico.

Diferença cai de 16 para 11 pontos na pesquisa estimulada:

Serra: 45% (caiu de 46% em julho)
Dilma: 34% (subiu de 30% em julho)
Marina: 10%

1º ou 2º turno?

Fernando Rodrigues

BRASÍLIA – As disputas por governos estaduais tendem a ser resolvidas, em sua maioria, já no primeiro turno de 3 de outubro, segundo as pesquisas disponíveis até agora. Também há um número majoritário de políticos favoritos ligados ao atual grupo no poder.
Essa marca da continuidade se desenha, aos poucos, na eleição presidencial. A candidata do PT, Dilma Rousseff, tem mantido um viés de alta -embora seu adversário direto, José Serra (PSDB), teime em ficar acima dos 30% em todas as sondagens. Mas há um aspecto na disputa pelo Planalto ainda incerto: não há por ora como dizer se tudo estará resolvido em 3 de outubro ou se haverá um segundo turno.
Se Serra se mantiver no patamar pouco acima dos 30%, o desempenho de Marina Silva (PV) e dos outros candidatos menos expressivos será determinante para levar a eleição ao segundo turno.
O grande número de candidatos parece favorecer, em tese, a hipótese de segundo turno. Há nove políticos disputando a cadeira de Lula. Mas já houve uma situação similar, em 1998, e tudo se encerrou mesmo na primeira votação.
Naquele ano, como agora, havia uma certa onda a favor da continuidade. O governo trabalhou para reeleger Fernando Henrique Cardoso -que teve 53,1% dos votos. Luiz Inácio Lula da Silva ficou em segundo lugar, com 31,7%. Havia, também como hoje, um terceiro candidato forte, Ciro Gomes, cuja votação foi 11% (parecida com a pontuação atual de Marina nas pesquisas). O problema é que os demais nove candidatos nanicos receberam parcos 4,3% em 1998. A disputa não foi ao segundo turno.
Tudo considerado, a oposição tem um problema de tamanho razoável à frente: precisa não apenas manter Serra acima dos 30%, mas torcer para Marina e os nanicos chegarem mais robustos ao dia da eleição. Caso contrário, a chance de destronar o PT do Planalto pode terminar já em 3 de outubro.

Aliados de Dilma Rousseff nos estados arrecadam 63% a mais que seus adversários

O Globo
“As campanhas a governador aliadas à candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff (PT), levam franca vantagem no quesito arrecadação sobre as alinhadas ao principal adversário dela, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB). A exemplo do que ocorre na disputa presidencial, os doadores têm enchido os cofres dos políticos próximos ao Palácio do Planalto nas eleições regionais, deixando a oposição, em alguns casos, descapitalizada. Levantamento do GLOBO sobre as prestações de contas parciais apresentadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que, nos 15 maiores colégios eleitorais do país onde há polarização entre apoiadores da petista e do tucano, a máquina governista amealhou 63,8% mais. É o que mostra a reportagem de Fábio Fabrini, Gustavo Paul e Isabel Braga na edição do O GLOBO desta segunda-feira.”

CHARGE DO BESSINHA

No Twitter, Dilma também lidera.

A onda vermelha está cada dia maior. Pode chamar também de onda verde-amarela, pois a candidatura de Dilma advém de um governo que respeitou muito o Brasil. Por estas e outras, as pesquisas vão refletindo  este sentimento do povo brasileiro quanto as perspectivas da continuidade deste respeito no futuro governo Dilma.
O pessoal que acessa e utiliza o Twitter  também acredita mais na proposta da Dilma. Existe um aplicativo que adiciona a logomarca da Dilma na frente da foto da pessoa. O nome do aplicativo é Twibbon. Na página do aplicativo, a logomarca de Dilma já foi adicionada por mais de 1.300 internautas e é a atual líder na categoria Política. Se quiser ser mais um, clique no link: E adicione no seu Twitter. Aproveite e também siga o Blog da Dilma no Twitter: . O Pinóquio-mor tem quase a metade do número da nossa querida Dilma.

TÔ COM DILMA – ACRÍSIO SENA

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=HOYeZFrOlkU&hl=pt_BR&fs=1]

TÔ COM DILMA – Cartaxo critica Tasso

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Cq34LxSHgXw&hl=pt_BR&fs=1]

TÔ COM DILMA – ILÁRIO MARQUES 1331

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Wqg6qsH7CWA&hl=pt_BR&fs=1]

Entrevista coletiva de Dilma, na Ceilândia (8 de agosto-parte2)

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=9o4UYfHLC0o&hl=pt_BR&fs=1]

À espera do encontro dos blogueiros

: Reproduzo artigo de Maurício Caleiro, publicado no blog “Cinema e outras artes”:
Ontem fiz minha inscrição para o I Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas. Alimento uma ansiedade boa em relação ao evento e estou com grande expectativa – creio que será mais do que uma oportunidade de conhecer e confraternizar com outros blogueiros e entusiastas das novas comunicações, mas um evento histórico.
Só o fato de se realizar tal encontro, com uma programação de três dias e reunindo centenas de pessoas, já merece ser saudado como uma prova a mais de que, definitivamente, há uma nova força a se contrapor aos jornalões e grandes corporações midiáticas, com suas manipulações a favor do capital e de seus próprios interesses empresariais.
Desafios e conquistas
É evidente, no entanto, que se trata de uma luta de Davi e Golias. Talvez não nos encontremos mais em uma fase meramente embrionária da comunicação alternativa via web, mas, sendo realista, ainda são incipientes as bases materiais, legais e institucionais que permitiriam a constituição de um sustentáculo à atividade blogueira a médio e longo prazo. Muito precisaremos caminhar para nos consolidar como força capaz de vencer a longa luta da blogosfera por viabilização profissional, segurança jurídica, capacidade de se manter infesa ao poder do grande capital e de resistir contra as tentativas de intimidação e censura, entre outros desafios.
Assim como muitos têm afirmado, tenho a impressão de que o Encontro será o primeiro passo concreto e abrangente para a concepção de ações articuladas para começar a enfrentar de forma objetiva tais demandas. O incansável jornalista Altamiro Borges, dono de um dos melhores blogs de política do pedaço, acrescenta, em entrevista ao site Vermeho, a oportunidade para atacar uma questão premente da blogosfera: “o blog produz muita opinião e pouco conteúdo informativo. Para Miro, trata-se de uma ótima oportunidade para a articulação de uma agência de notícias”.
Festa e confraternização
Como se não bastasse a oportunidade de nos unirmos e agir para a melhoria da blogosfera, teremos uma festa de abertura ao som de chorinho, com um grupo comandado por ninguém menos do que Luís Nassif (ao bandolim), com canjas de quem entende do riscado (infelizmente, não é o meu caso…).
Quem está querendo ir e não sabe como fazer para se inscrever, arrumar hotel e passagens em conta, etc., é só clicar no banner grandão lá encima ou aqui, que a minha grande amiga @Maria_Fro (a.k.a. Conceição Oliveira) explica tudim procê, como se diz aqui em Minas!
Miro, Nassif e Frô fazem parte da comissão de organização do evento, que conta ainda com as presenças do prezado Diego Casaes, de Paulo Henrique Amorim, Rodrigo Vianna, Eduardo Guimarães e Luiz Carlos Azenha – todos, desnecessário dizer, de parabéns pela capacidade, persistência e raça para viabilizar o encontro.
Pauta variada
Azenha, aliás, em post sobre suas perspectivas quanto ao encontro, observou, de forma realista e na contramão de análises mais derramadas, que “a blogosfera é muito diversa e é difícil encontrar dois blogueiros que concordem absolutamente sobre um único tema. Por isso, quem imagina que os 200 blogueiros já inscritos vão se submeter a algum tipo de controle, de comando centralizado ou de “ordens superiores” decididamente não conhece a blogosfera”. Para ele, os pontos fundamentais seriam: interação entre blogueiros, troca de informações e de ensinamentos visando aprimorar os blogs, discussão sobre “a viabilidade comercial da blogosfera” e debate acerca das “as ameaças já existentes à blogosfera”.
De minha parte, insisto – pois já abordei o tema aqui – na importância da constituição de um sistema permanente de defesa jurídica para a blogosfera. Não se trata, a meu ver, de mais um tema entre outros de igual importância, mas de uma necessidade premente, pois têm sido recorrentes – e em intervalos cada vez menores – os processos contra blogueiros, uns poucos por descuido próprio (e aí faltou orientação legal sobre que cuidados tomar para exercer jornalismo sem infringir a lei), mas uma maioria como forma de intimidar e calar o escriba.
Que, um dia, tais estratégias venham a tomar a forma de uma ação articulada visando censurar e desarticular a blogosfera – através de uma enxurrada de processos e com as armas do poder econômico – é mera questão de tempo. Arrisco dizer que isso só não aconteceu nas eleições em curso porque, para os agentes do grande capital capazes de financiar tal empreitada, o naufrágio da candidatura da direita se evidenciou muito cedo – muito antes do que as pesquisas eleitorais o detectassem.
A hora é essa!
Essas e outras questões serão certamente debatidas nos três dias de encontro e, ainda que muita polêmica e até algumas discussões devam ocorrer, estou certo de que sairemos de São Paulo mais fortes e com projetos concretos para o aperfeiçoamento e fortalização da blogosfera, que nestas eleições têm mostrado seu tremendo potencial como força de comunicação interativa e livre de interesses corporativos.
Quem ainda não se decidiu, esta é a hora (inscrições só até dia 13/08)!

Entrevista coletiva de Dilma, na Ceilândia (8 de agosto-parte1)

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=r1qyGv6p1qM&hl=pt_BR&fs=1]

Semana de debate na televisão e liderança nas pesquisas

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=__NI-qhsqnQ&hl=pt_BR&fs=1]

Divulgue o Blog da Dilma

CONVOCAÇÃO: O maior parceiro do portal BLOG DA DILMA é você, sem sua participação, não seríamos o melhor e mais acessado site Dilmista do Brasil. O Blog da Dilma é um fenômino midiático, que vem surpreendedo todo tipo de opinião em termos de política. Para continuar esse sucesso fabuloso, precisamos do apoio de todos na divulgação do nosso endereço /. Divulgue para seus parentes, amigos, blogueiros e políticos. Mande e-mail, telefone, faça panfleto, converse no trabalho, no ônibus, na fila, na praia, na igreja, na Universidade, no Colégio, copie e cole no seu blog…você não pode ficar calado. Vista a camisa do portal da Militância de Esquerda, o Blog da Dilma. Não esqueça:

Folha vai fabricar “dossiê” sobre BNDES

Depois da ficha falsa da Dilma.
Do “dossiê” do Eduardo Jorge.
Do “dossiê” do Mantega.
Do “dossiê” da filha do Serra.
.
Ali dentro tem a patranha da BrOi.

Se o “dossiê” meter a mão na patranha da BrOi terá como objetivo preservar o passador de bola apanhado no ato de passar bola, Daniel Dantas. A patranha da BrOi só foi possível porque o passador de bola recebeu um cala boca de 1 bilhão de dólares. O “dossiê” da Folha sobre a BrOi vai proteger o brilhate Daniel Dantas, como prefere chamá-lo o Farol de Alexandria. O problema do “dossiê” da BrOi são dois. Primeiro, é muito complicado para ter efeito sobre a eleição deste ano. Segundo, se mexer muito na BrOi, pega a Satiagraha e respinga no Serra. Portanto, o “dossiê” do BNDES exige uma precisão cirúrgica, que a Folha não domina. Recomenda-se insistir no narcisismo do Eduardo Jorge. Também é difícil de entender, mas, bem manipulado, pode render uns dois votos na região de Suape, onde o Serra vai levar a surra que o Arthur Virgílio disse que ia dar no Lula. ( ).

Emir Sader: A mídia e o escândalo Lula

Quem olhasse para o Brasil através da imprensa, não conseguiria entender a popularidade do Lula. Foi o que constatou o ex-presidente português Mario Soares, que a essa dicotomia soma a projeção internacional extraordinária do Lula e do Brasil no governo atual e não conseguia entender como a imprensa brasileira não reflete, nem essa imagem internacional, nem o formidável e inédito apoio interno do Lula.
Acontece que Lula não se subordinou ao que as elites tradicionais acreditavam reservar para ele: que fosse eternamente um opositor denuncista, sem capacidade de agregar, de fazer alianças, se construir uma força hegemônica no país. Ficaria ali, isolado, rejeitado, até mesmo como prova da existência de uma oposição – incapaz de deixar de sê-lo.
Quando Lula contornou isso, constituiu um arco de alianças majoritário e triunfou, lhe reservavam o fracasso: ataque especulativo, fuga de capitais, onda de reivindicações, descontrole inflacionário, que levasse a população a suplicar pela volta dos tucanos-pefelistas, enterrando definitivamente a esquerda no Brasil por vinte anos.
Lula contornou esse problema. Aí o medo era de que permanecesse muito tempo, se consolidasse. Reservaram-lhe então o papel de “presidente corrupto”, vitima de campanhas orquestradas pela mídia privada – como em 1964 -, a partir de movimentos como o “Cansei”. Ou o derrubariam por impeachment ou supunham que ele pudesse capitular, não se candidatando de novo, ou que fosse, sangrado pela oposição, ser derrotado nas eleições de 2006. Tinham lhe reservado o destino do presidente solitário no poder, isolado do povo, rejeitado pelos “formadores de opinião”, vitima de mais um desses movimentos que escolhem cores para exibir repudio a governos antidemocráticos e antipopulares.
Lula superou esses obstáculos, conquistou popularidade que nenhum governante tinha conseguido, o povo o apóia. Mas nenhum espaço da mídia expressa esse sentimento popular – o mais difundido no país. O povo não ouve discursos do Lula na televisão, nem no rádio, nem os pode ler nos jornais. Lula não pode falar ao povo, sem a intermediação da mídia privada, que escolhe o que deseja fazer chegar à população. Nunca publica um discurso integral do presidente da republica mais popular que o Brasil já teve. Ao contrário, se opõem frenética e sistematicamente a ele, conquistando e expressando os 3% da população que o rejeita, contra os 82% que o apóiam.
Talvez nada reflita melhor a distância e a contraposição entre os dois países que convivem, um ao lado do outro. Revela como, apesar da moderação do seu governo, sua imagem, sua trajetória, o que ele representa para o povo brasileiro, é algo inassimilável para as elites tradicionais. Essa mesma elite que tinha uma imensa e variada equipe de apologetas de Collor e de FHC, não tolera o fracasso deles e o sucesso nacional e internacional, político e de massas, de um imigrante nordestino, que perdeu um dedo na máquina, como torneiro mecânico, dirigente sindical e um Partido dos Trabalhadores, que não aceitou a capitulação ou a derrota.
Lula é o melhor fenômeno para entender o que é o Brasil hoje, em todas as posições da estrutura social, em todas as dimensões da nossa história. Quase se pode dizer: diga-me o que você acha do Lula e eu te direi quem és. Fonte: Carta Maior

Dilma na Cidade de Deus

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-1ZNC7TYoZ8&hl=pt_BR&fs=1]



Em nome de Lucas Silva de Oliveira
Acessos

Peça seus adesivos
Para receber os adesivos "AGORA É DILMA", envie seu nome e endereço completo com cep e a quantidade de adesivos para blogdadilma13@gmail.com Continue depositando na conta do Blog da Dilma. BANCO DO BRASIL(001) AGÊNCIA 0675-0 - CONTA: 40547-7 em nome de Lucas Silva de Oliveira, Fale com o Daniel Bezerra -(Ligue 85-81629695-editor geral).
Youtube Video
Blog super acessado
Nosso e-mail

Escreva para o BLOG DA DILMA:
blogdadilma13@gmail.com

Calendário de Posts
agosto 2010
S T Q Q S S D
« jul    
  1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31  
Portal de Campanha
Em São Paulo


No Ceará












Na Bahia
No Rio Grande do Sul
No Rio de Janeiro
Blog Socialista


PIG


Quem está Online
0 Membros.
4 Visitantes.
Dilmista online

Militantes online