Arquivo para a Categoria ‘Israel’

Os Jovens e o Desemprego

*por FERNANDO RIZZOLO

Blog do Rizzolo –

Um dos maiores problemas circunstanciais de qualquer crise financeira é a falta de perspectiva geral no que diz respeito à oportunidade de emprego. Essa situação agrava-se em demasia quando determinada faixa populacional é mais diretamente atingida, como os jovens. É de se analisar que as políticas de empregabilidade nos países ricos sempre estiveram nas pautas sociais, e houve, no decorrer da história, um elenco de lutas nesse sentido.

 Contudo, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), composta de economias de alta renda, com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – ou seja, elencada por países desenvolvidos –, alerta para o agravamento do desemprego juvenil. Num documento recém-divulgado, a OCDE constata que, se os jovens já eram vulneráveis antes da crise e foram suas primeiras vítimas, o futuro não vislumbra nada de bom, uma vez que, de acordo com a Organização, a situação continuará a deteriorar-se por vários anos.

 No estudo, observa-se que quatro milhões de jovens engrossaram as fileiras do desemprego durante a crise, elevando este índice para 18,8% em 2009, mais do dobro da taxa média de 8,6% para o conjunto da população. Enquanto o desemprego geral aumentou 2,5 pontos percentuais, o juvenil agravou-se 5,9 pontos.

É sobre esses dados que podemos fazer uma reflexão crítica sobre os efeitos das crises financeiras nos países ricos, onde a participação do Estado como regulador desse segmento foi quase nula ou omissa. No caso de países em desenvolvimento como o Brasil, onde houve uma política mais realista e mais intervencionista do ponto de vista regulador do Estado, a crise e o desemprego em geral, em especial no tocante aos jovens, não foram tão significativos.

 De qualquer modo, o grande desafio tanto dos países ricos quanto daqueles em desenvolvimento é traçar políticas claras e específicas para a criação de novos empregos, com vistas à população jovem, criando possibilidades e incentivos no encaminhamento das políticas de formação de mão de obra, na geração do primeiro emprego, na educação de base e, acima de tudo, na preservação da dignidade e esperança do jovem de se sentir integrado no mercado de trabalho. Sem isso, com certeza lançaremos os jovens do nosso país ao ostracismo da desilusão, ao abraço perdido do narcotráfico e ao desalento patriótico da desesperança e engrossaremos o universo da já profetizada “geração perdida”.

Fernando Rizzolo é Advogado e editor do Blog do Rizzolo

CARO DONOVAN, O "BEM SEMPRE EXISTIU"

Da editoria-geral do
O jogador estadunidense Landon Donovan emocionou-se após o dramático final de jogo contra a Argélia no qual marcou o gol que levou o time à liderança do Grupo C e, consequentemente, às oitavas de final nesta copa. A emoção foi tanta que ele,  aos prantos, declarou: “o bem existe no mundo se você faz as coisas do jeito certo”
Não se sabe qual a posição do jogador quanto à política externa de seu país. Não se sabe qual a posição que o habilidoso Donovan destina à agressividade, à arrogância e ao desrespeito dos EUA aos países que contrariam seus interesses. Agora, o que se sabe é que, pela boca do estadunidense Donovan, “o bem existe se você faz as coisas do jeito certo”
Que bom que Donavan tenha se dado conta disso em meio a uma competição que pretende promover a integração e o respeito entre os povos. Que bom que Donovan tenha se apercebido que o “bem existe” e que sua existência depende de que “[façamos] as coisas do jeito certo”
Sim, caro Donavan, sempre foi assim. Sempre foi assim, embora o conceito de “bem” mereça acaloradas discussões filosóficas. Mas essas reflexões no âmbito filosófico, salvo engano meu, nunca deixaram de conceber o “bem” como algo que proporcione o bem-estar do ente em qualquer instância. 
Sim, caro Donovan, sempre foi assim, mas o país do qual você se origina pensa diferente, infelizmente. O “bem” para os EUA é um conceito tão relativo que mancha as palavras, ditas por você, num momento de intensa emoção. 
A  relativização do conceito de “bem” para os dirigentes da maior potência mundial, caro Donovan,  ganha materialidade nos embargos a Cuba e a seu bravo povo; na ostensiva presença militar no Iraque e no Afeganistão; na complacência com o terrorismo  praticado por Israel contra o sofrido povo palestino; e, outrora, no apoio ao golpismo contra governos, democraticamente eleitos, na América do Sul. 
Caro Donavan, a ideia de “bem” que o seu país estampa no peito permitiu que muitos fossem torturados e mortos no Chile, Argentina e Brasil… Apenas, para ficarmos no ambiente sul-americano. 
Caro Donovan, que bom que, a partir da existência de um gol, você tenha atentato para a existência do “bem” ligada ao fato de  “[fazermos] as coisas do jeito certo”. Falta apenas, caro Donovan, atentar para a compreensão de que o “bem” existe e sempre existirá se  fizermos “as coisas do jeito certo” em todos os aspectos, inclusive, em política externa. Declare isso àqueles que dirigem o seu país, caro Donovan.


Em nome de Lucas Silva de Oliveira
Acessos

Peça seus adesivos
Para receber os adesivos "AGORA É DILMA", envie seu nome e endereço completo com cep e a quantidade de adesivos para blogdadilma13@gmail.com Continue depositando na conta do Blog da Dilma. BANCO DO BRASIL(001) AGÊNCIA 0675-0 - CONTA: 40547-7 em nome de Lucas Silva de Oliveira, Fale com o Daniel Bezerra -(Ligue 85-81629695-editor geral).
Youtube Video
Blog super acessado
Nosso e-mail

Escreva para o BLOG DA DILMA:
blogdadilma13@gmail.com

Calendário de Posts
agosto 2010
S T Q Q S S D
« jul    
  1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31  
Portal de Campanha
Em São Paulo


No Ceará












Na Bahia
No Rio Grande do Sul
No Rio de Janeiro
Blog Socialista


PIG


Quem está Online
0 Membros.
4 Visitantes.
Dilmista online

Militantes online